Estudo da fosforescência nos selos ordinários de 1974/75 RHM 552/556

No final dos anos 1950 algumas administrações postais começaram a revestir os selos com bandas ou faixas de fósforo, para fazer a triagem postal eletrônica e o cancelamento por máquinas automáticas. A tinta fosforescente é praticamente invisível a olho nu, mas as máquinas de triagem podem vê-la utilizando-se de fontes de luz ultravioleta.

Leia o artigo completo.

2 comentários em “Estudo da fosforescência nos selos ordinários de 1974/75 RHM 552/556”

  1. Exmo Sr. Roberto Aniche

    Comecei a receber hoje e-mails de informação filatélica enviados pelo Senhor, coleciono selos há muitos anos, mais de 50, e fui restringindo a minha colecção a selos e a tudo o que com eles se relaciona, sobre Portugal e ex-colónias, agora estou a alargar a países de expressão Portuguesa, e portanto Brasil. Agradeço-lhe portanto as informações que me envia, já me associei ao seu blog, e vamos indo….. Saúde e Selos.

    Cordialmente, Carlos Relvas

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s