Espanha – Selos de Distribuidores

Em 15 de setembro de 1989, o Correio espanhol apresentou dois distribuidores automáticos de selos para o tipo Frama. Instalados no escritório central de Madrid, estas máquinas distribuíam selos postais cujos valores variavam de 1 a 99 pesos.

Já em 1992 distribuidores do fabricante alemão Klussendorf foram instalados em diferentes locais de exposições ou eventos. O usuário tem a possibilidade de obter selos, de acordo com a taxa postal, de 17 a 245 pesos.

O texto foi extraído do Catálogo Yvert, ano 2012, selos da Europa, volume 2, que lista os selos de distribuidores até o ano de 2006.

Este álbum montado traz o local para o selo ATM com os valores catalogados pelo Yvert, o que torna mais difícil de completar a coleção. Na página 2-A coloquei dois selos não catalogados pelo Yvert. As folhas foram feitas com o programa Diagram Designer.

Um site excelente para o estudo dos ATMs da Espanha (e que merece ser visitado) é http://www.ateeme.net/castella/welcome_e.html

Álbum com os três valores de porte baseado no Catálogo Yvert:
Clique aqui para fazer o download dos arquivos

Álbum com somente o selo-tipo:
Clique aqui para fazer o download dos arquivos

Álbum de selos da Campanha Anti-Tuberculose no Brasil

Os selos beneficientes da Campanha Anti-Tuberculose foram emitidos por entidades (hoje seriam ONGs) de ajuda aos tuberculosos e seus familiares. Não eram vendidos nos correios, mas poderiam ser colocados em envelopes (não valendo como porte ou complemento de porte), em quaisquer documentos, ou colecionados.

Floradas na serra

Comprar os selos significava estar ajudando pessoas em tratamento e suas famílias, numa época em que os doentes eram extremamente discriminados. Uma ideia sobre o comportamento social pode ser vista no filme “Floradas na Serra”,  que retrata as angústias e expectativas de um grupo de tuberculosos internados em um sanatório em Campos do Jordão, numa época em que a doença era conhecida como a ‘peste branca’ e ainda provocava inúmeras mortes. Neste ambiente dramático, onde a proximidade entre a morte e a esperança de cura acentua as melhores e piores qualidades do ser humano, surge uma história de amor, intriga, superação e dor. (comentário extraído do site da Livraria Cultura).

O Álbum foi montado no programa Diagram Designer, free, baseado no Catálogo “SELOS DA CAMPANHA ANTI-TUBERCULOSE NO BRASIL” de autoria do Dr. Luiz Reginaldo Fleury Curado. Revisado e convertido para PDF em arquivo único em julho/2021, facilitando o acesso aos visitantes.

Embora considerados não filatélicos, estes selos são de uma beleza ímpar e a sua venda beneficiou milhares de tuberculosos e suas famílias.

Álbum de Tuberculose

Álbum de Selos do Brasil para os selos da série Bisneta – selos isolados e em quadras

A série Bisneta, emitida de 2 de julho de 1954 a janeiro de 1964 apresenta os vultos célebres da história do Brasil. A série perdurou por mais dez anos, quando entrou em vigor a nova série de Vultos Célebres, em 31 de janeiro de 1963 (Cr$ 8, Severino Neiva) seguida das emissões de 29 de janeiro de 1965 com os novos desenhos.

Por terem sido selos regulares apresentaram filigranas diversas: Brasil*Correio (Q), Brasil*Correio (P) e Casa+da+Moeda+do+Brasil (O), além de inúmeras variações de cor.

Por serem selos extremamente simples, salvo o 503/14, montei folhas de álbuns para os selos simples e para os mesmos selos em quadra. A grande dificuldade está em reconhecer as cores. Há artigos muito bons sobre as cores em filatelia nos Boletins da SPP, além de um guia de cores na biblioteca do site.

Os álbuns foram montados de acordo com a classificação do Catálogo RHM, 49ª edição. Existe uma diferença de numeração de alguns selos na edição de 2016, que gera uma certa confusão nos leilões filatélicos. Agradeço a comunicação de qualquer erro eventualmente encontrado para correção. Os arquivos estão em PDF.

Álbum de Selos: Um Selo por País

“Um selo por país” é o título das folhas de uma coleção de selos que inclui não só a atualidade (regime governamental) mas também todos anteriores (reino ou monarquia, república totalitária ou socialista, etc.); condições de colônia ou protetorado, ocupação, agências postais, emissões emergenciais, etc. O álbum é dividido em 6 capítulos – Continente Americano, Europa, África, Ásia, Oceania e Antártica. Base de seleção é o catálogo Scott.

Contatos podem ser feitos para o autor, Sr. Ulrich Schierz, para dúvidas, sugestões e orientações, no email ulli.schierz@yahoo.com.br

O Álbum completo está dividido por continentes e pode ser baixado separadamente, totalizando 147 páginas formando uma coleção representativa das nações do planeta: